Acolhimento a viúvas e viúvos: seg. a sexta das 08h às 12h
Rua Barão de Paranapanema, n. 146, Bloco B, Sala 62, Bosque, Campinas - SP

Depoimento Anônimo do Rio de Janeiro

Eu e meu marido nos conhecemos desde de pequenos Ele morava na rua da minha tia e tínhamos amigos em comum. Nos víamos sempre em festas. Ele estudava na mesma escola e compartilhávamos a mesma explicadora, que era minha tia. Ele me achava muito chata.

Depois, fomos crescendo e ele sempre pedia o MSN das minhas amigas até que começou a gostar da minha melhor amiga chamada Marina. Chegaram até a marcar de se encontrarem, mas não deu certo. Eu não ligava, pois não tinha interesse por ele. Tinha outras amigas que também gostavam dele e ele não dava bola. Tinha uma que todos colocavam pilha para eles ficarem, mas ele não queria de jeito nenhum.

Um dia, estávamos numa festa de uma amiga nossa e ele ficou me olhando. Eu não dei bola, pois estava ficando com outro menino, até que cheguei em casa e recebi uma mensagem no MSN, começando a puxar assunto, coisa que nunca fez. Sempre ficava ausente para não falar comigo e eu comecei a estranhar.

Começamos a conversar e ele ficava me mandando música romântica até que eu perguntei o que está acontecendo e ele disse que queria ficar comigo. Fazia 5 meses que ele tinha perdido a mãe. Então, eu falei que concordava, mas que estava ficando com outro menino e iria falar com ele que não o queria mais, para poder ficar ele. .E assim aconteceu. O menino ficou com muita raiva dele.  

E foi assim que começamos a ficar, eu com apenas 14 anos e ele 16 anos. Minha mãe me ajudava a sair com ele porque meu pai não podia saber. Depois de um mês, em 21 de outubro 2011, ele me pediu em namoro. Eu contei pra minha mãe e ela foi contar pro meu pai e ele disse que só ia deixar quando eu fizesse 15 anos, o que só aconteceria em janeiro. Então, minha mãe ficou me acobertando.

Em 01/01/2012, dia do meu aniversário ele foi falar com meu pai, conheceu toda a família e aí começou oficialmente nosso namoro. Eu fui a primeira namorada dele e ele meu primeiro namorado. Depois disso nunca mais se separamos. Ele ia me buscar na escola de ônibus todos os dias e me deixava em casa. Depois, pegava outro ônibus pra casa dele. Depois de um tempo ele foi morar comigo e com meus pais meus pais que o consideravam como um filho.

E continuamos assim até decidirmos nos casar, depois de 6 anos namorando. Decidimos casar no civil e ter nosso cantinho. Depois, meus pais se mudaram para um lugar distante cerca de 3 horas da nossa casa. Era na praia e ficamos encantados. Em cima da casa dos meus pais tinha um apartamento para alugar e aí começou nosso sonho de nos mudar.

Após 2 anos da mudança dos para esse local, conseguimos nos mudar para o apartamento. Era dia 13/07/2021 e estávamos muito felizes e com muitos planos. Decidimos que em 2022 teríamos um filho. Também estávamos marcando com a família e amigos de virem nos visitar em nossa casa nova pra podermos curtir a praia.

Estávamos montando a casa e havia toda uma briga sobre onde colocar as coisas. Meu sogro estava aqui ajudando a gente. Meus pais felizes. No dia 21/07/2021, começamos a sentir como se estivéssemos resfriados e ele começou com uma febre muito forte. Começamos a desconfiar do corona vírus e começamos tomar os remédios. Só que ele foi piorando. A febre não passava e ele acabou decidindo ir para o hospital. Fomos fazer o teste e ele ia todo dia ao hospital tomar remédio na veia, pois apareceu uma alteração no exame de sangue dele. Depois de três dias tomando antibiótico na veia e com a febre persistindo, ele começou a sentir falta de ar e ficou internado. Infelizmente já estava com 70% do pulmão tomado. Era o Covid 19. Daí em diante, ele foi só piorando até que faleceu e me deixou aqui. Estou sendo obrigada a me desfazer de tudo e ir morar com meus pais estou sem chão! Ele foi meu primeiro e único amor!

Etiquetas:

  • R. Barão de Paranapanema, n. 146, Bloco B, Sala 62, Bosque, Campinas - SP
  • (19) 99304-2682 ou (19) 3368-4710
  • contato@acolhecomamor.com.br
  • Devido a pandemia não temos atendimento presencial, somente on-line