Acolhimento a viúvas e viúvos: seg. a sexta das 08h às 12h
Rua Barão de Paranapanema, n. 146, Bloco B, Sala 62, Bosque, Campinas - SP

Dia Internacional da Viúva 2021

O Dia Internacional da Viúva foi criado pela ONU, em 2010, com o objetivo de conscientizar a população do sofrimento das mulheres viúvas, lembrando das crueldades cometidas contra elas, e obrigar os países a prestar atenção à situação das viúvas e de seus filhos

Continue lendo

Cadê a minha felicidade?

Por Andréia Baroni

Ela está escondida em algum canto.

Quero encontrar

Achar meios de encontrar

A dor a escondeu de mim

Continue lendo

Desapegando das Coisas

Os pertences deixados por meu marido depois que ele morreu foram uma bênção e uma tortura.  Eles foram uma bênção porque me lembravam dele.  Eles eram uma tortura  porque me lembravam dele.

Continue lendo

As coisas que eu precisei aprender com o luto

𝑹â𝒏𝒅𝒚𝒏𝒂 𝒅𝒂 𝑪𝒖𝒏𝒉𝒂

No dia em que você nos deixou, como em um cliché de filme, serenava. Porém, naquele dia, eu ainda não entendia que era o dia em que você me deixou. Serenava no tempo e, aos poucos, serenava também no meu coração. As pessoas iam saindo lentamente, em silêncio, enquanto eu me deixava ficar, esperando que em uma reviravolta louca você se levantasse dizendo que era uma brincadeira de mau gosto. Sim, é absurdo, mas eu aprendi que no luto o absurdo é o comum de quem ama.

Continue lendo

Dia Internacional da Viúva

Por Virgínia Taketani

Dia Internacional da Viúva! Quem em sã consciência gostaria de ser homenageado ou de comemorar essa data? Quem gostaria de estar separado do resto da sociedade, num grupo que ninguém entende e todo mundo julga?

Continue lendo

Dia dos Namorados

por Andréia Baroni

Hoje é dia dos namorados e pra uma viúva isso pode significar um dia de muitas saudades, muita dor e solidão.

A falta fica evidente.

O buraco no peito cresce e sangra.

Continue lendo

Balanço de uma Viuvez

Por Marina Castellani

Perguntaram-me como era ser viúva depois de mais de dois anos e meio do acidente que tirou a vida do meu marido abruptamente.

Fiquei tentando refletir. Não existe mais revolta e a compreensão que a vida é finita e que os ciclos terminam, querendo a gente ou não, agora fazem mais sentido.

Continue lendo

Saudade

por Içami Tiba

Estou sozinho, sem ninguém por perto, sem radio nem televisão…

Só ouço o coaxar distante dos sapos, os grilos da noite…

… e o bater de meu coração!

A minha mente vêm as lembranças e a sensação: falta você.

Continue lendo

Vivendo o luto no distanciamento social

Por Virgínia Taketani

Entre as   analogias para comparar o processo de luto que conheço, uma das que mais tenho afinidade é a do jogo de tabuleiro. Após a perda de nossos companheiros somos convidados diariamente a rolar os dados. Se tivermos sorte avançamos umas casas, mas também podemos ficar parados ou até mesmo termos que retroceder algumas casas, sabendo que nosso objetivo é alcançar a linha de chegada onde está escrito “sobrevivi”.

Continue lendo

  • R. Barão de Paranapanema, n. 146, Bloco B, Sala 62, Bosque, Campinas - SP
  • (19) 99304-2682 ou (19) 3368-4710
  • contato@acolhecomamor.com.br
  • Devido a pandemia não temos atendimento presencial, somente on-line